20 de Março: Dia Mundial da Saúde Bucal

04 de Março: Dia Internacional de Conscientização sobre o HPV
4 de março de 2020
Vacinação Infantil
Vacinação Infantil: o que preciso saber?
19 de junho de 2020
Dia Mundial da Saúde Bucal
 

Dia 20 de março é o Dia Mundial da Saúde Bucal.

Preparamos informações importantes sobre esse assunto que interessa a todos! Aproveite!

E se surgir alguma dúvida, fale com a gente!

 

OS PRIMEIROS CUIDADOS

O cuidado com a saúde bucal é um dos hábitos e valores adquiridos na infância que são levados para a vida adulta.

Com uma boa introdução do tema na rotina familiar, os pais podem prevenir diversas complicações e participar ativamente dessa etapa do desenvolvimento da criança.

A escovação deve ser iniciada a partir do nascimento do primeiro dentinho.

Mesmo que não sejam dentes permanentes, os dentes decíduos (dentes de leite) merecem muita atenção, pois desempenham funções fundamentais no crescimento infantil, como auxiliar na fala e na mastigação de alimentos. Por isso, é essencial que os pais acompanhem a erupção da dentição juntamente com um Odontopediatra.

Mais do que um hábito, a escovação e o uso do fio dental podem se tornar momentos compartilhados e divertidos em família.

O diálogo sobre saúde desde a infância cria um ciclo que provavelmente a criança levará para a vida adulta e repetirá com os seus filhos, além de ser mais uma demonstração de carinho e cuidado com os pequenos.

CÂNCER DE BOCA

O câncer de boca afeta os lábios e o interior da cavidade oral. Dentro da boca devem ser observados gengivas, bochechas, céu da boca, língua (principalmente as bordas), além da região embaixo da língua.

Acomete mais os homens acima dos 40 anos e um pequeno grupo de pacientes mais jovens, não tabagistas e não alcóolicos, pode desenvolver a doença.

É uma doença que pode ser prevenida de forma simples com exames periódicos e o diagnóstico precoce.

FATORES DE RISCO

Tabaco

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, cerca de 90% dos pacientes diagnosticados com câncer de boca eram tabagistas. O cigarro representa o maior risco para o desenvolvimento do câncer de boca e o risco varia de acordo com o consumo. Ou seja, quanto mais frequente for o ato de fumar, maiores serão as chances de desenvolver câncer de boca.

Álcool

O consumo regular de bebidas alcoólicas aumenta o risco de desenvolver câncer de boca. A associação entre cigarro e bebidas alcoólicas aumenta muito o risco para câncer de boca.

HPV

Pesquisas comprovam que o vírus HPV está relacionado a alguns casos de câncer de boca.

Radiação Solar

A exposição ao sol sem proteção representa um risco para o câncer de lábios, além de auxiliar para o câncer de pele e outros problemas de saúde.

ATENÇÃO!

Além destes fatores, observa-se em pacientes com câncer de boca uma higiene bucal deficiente e uma dieta pobre em proteínas, vitaminas e minerais e rica em gorduras. 

Quais os sintomas do câncer de boca?

Os principais sinais que devem ser observados são:

  • lesões na cavidade oral ou nos lábios que não cicatrizam por mais de 15 dias;
  • manchas/placas vermelhas ou esbranquiçadas na língua, gengivas, palato (céu da boca), mucosa jugal (bochecha);
  • nódulos (caroços) no pescoço;
  • rouquidão persistente;

Nos casos mais avançados observam-se os seguintes sintomas:

  • Dificuldade de mastigação e de engolir.
  • Dificuldade na fala.
  • Sensação de que há algo preso na garganta.

Em qualquer um desses casos, procure um médico ou dentista para avaliação profissional.

 

Dra. Laura Gomes Garbellotti Farsula I Odontopediatra I CRP 105639