O que significa HPV?

Outubro Rosa – Dicas de Prevenção ao HPV
3 de outubro de 2018
Outubro Rosa – HPV e os Riscos Específicos às Mulheres
31 de outubro de 2018

HPV é a sigla em inglês para Papilomavírus Humano, vírus capazes de infectar a pele e/ou as mucosas das pessoas. Existem mais de 150 tipos diferentes de HPV, sendo que cerca de 40 deles podem infectar o trato anogenital.

 

Quais são os tipos de HPV que podem causar câncer?

 

Pelo menos 13 tipos de HPV são considerados oncogênicos, apresentando maior risco ou probabilidade de provocar infecções persistentes e associarem-se a lesões precursoras. Dentre os HPV de alto risco oncogênico, os tipos 16 e 18 estão presentes em 70% dos casos de câncer do colo do útero.

Já os HPV 6 e 11, encontrados em 90% dos condilomas genitais e papilomas laríngeos, são considerados não-oncogênicos.

 

Como os HPV são transmitidos?

 

A transmissão do vírus se dá por contato direto com a pele ou mucosa infectada. A principal forma é pela via sexual, que inclui contato oral-genital, genital-genital ou mesmo manual-genital. Assim, o contágio com o HPV pode ocorrer mesmo na ausência de penetração.

Também pode haver transmissão durante o parto.

Não está comprovada a possibilidade de contaminação por meio de objetos, do uso de vaso sanitário e piscina ou pelo compartilhamento de toalhas e roupas íntimas.

 

Os HPV são facilmente contraídos?

 

Estudos comprovam que 80% das mulheres sexualmente ativas serão infectadas por um ou mais tipos de HPV em algum momento de suas vidas. Essa percentagem pode ser ainda maior em homens.

Estima-se que entre 25% e 50% da população feminina e 50% da população masculina mundial esteja infectada pelo HPV. Porém, a maioria das infecções é transitória, sendo combatida espontaneamente pelo sistema imune, regredindo entre seis meses a dois anos após a exposição, principalmente entre as mulheres mais jovens.